Amoras

Maternidade | É por ela.

Olá, sou a Rita e vou colaborar com o blog Amoras e Amores falando de maternidade e todo esse mundo doce e muitas vezes solitário, principalmente nas madrugadas longas..

Depois que viramos mãe sempre somos aquela que vem depois… que vem (logo) atrás. As vontades, os desejos, a sede, o sono, o xixi, tudo é colocado de lado, para doar, suprir… Depois eles crescem e isso passa (né?). Quando alguém me encontra logo pergunta: e a Helena como está? Está bem, respondo, mas alguém quer saber como eu estou? Geralmente sim, mas de maneira bem superficial.

Posso responder com um falso sorriso de quem tem dormido bem: estou bem. Na profundidade estou partida, quebrada, sonho com minha liberdade mas sou apegada demais para simplesmente sair ou fugir. Essas coisas que dá vontade (às vezes). E quando estou quase me acostumando com essa vida de viver pro bebê, passar o dia em casa amamentando e cuidando, a licença maternidade acaba e lá vem a sociedade me cobrando: Quando vai voltar a trabalhar???

Talvez o maior dilema de todas as mães, qualquer escolha (ou falta de escolha) será recheada de contradições silenciosas e cobranças internas e externas! Estou fazendo coisa pra caralho (isso, com esse palavrão mesmo porque mãe também é humana) da vida ainda que ser “só mãe” e cuidar da casa não seja tão valorizado. Há um mês atrás estava naquela fase achando que nunca mais iria trabalhar, nunca iria emagrecer, nunca mais iria ser a mesma. A mesma nunca mais serei… Mas e o trabalho? E o corpo (não que isso importe agora). Ah minha filha, tudo dá-se um jeito, é aquele momento de confiar e esperar.

A vida surpreendente (né?), a vida é uma decisão diária. Entre fugir e encarar. Entre ir ou ficar. Sorrir ou chorar. Continuar ou recomeçar. E eu estou aqui nesse recomeço, trabalhando aos prantos com o coração apertado, aquela angustia, sabe? Mas eu preciso trabalhar por ela, eu vou superar, eu dedico a ela e a constante necessidade que ela desperta em mim de ser melhor, mais justa, mais paciente e de respirar mais fundo, de se entregar sem medo. É por ela, sempre vai ser por ela!

 

maternidade

maternidade

Beijos, Rita.

Fotos: Sabrina Besen Fotografia

Previous Post Next Post

You Might Also Like

No Comments

Deixe uma resposta